segunda-feira, 27 de junho de 2011

Site comparação preços financiamentos imobiliários

Os sites de comparação de preço são uma mão na roda. Os usuários médios dos serviços de Internet já estão acostumados a usar sites como Boa Dica e Buscapé para comparação de preços de produtos; Decolar, Mundi, ViajaNet para comparação de preços de passagens e RentCars para comparação de preço de aluguel de carros. Seguindo esta tendência e com o aumento galopante dos financiamentos imobiliários o Central do Crédito  Canal do Crédito vislumbrou este novo mercado que ainda não contava com um serviço online de comparação de preços.

O site compara o valor a ser financiado em várias instituições como: Caixa, Itaú, HSBC, Bradesco, Santander, Banco do Brasil, Citibank e BM Sua Casa. Algumas instituições em que ele é parceiro como Itaú, HSBC e BM Sua Casa ele ainda toma conta do processo de aprovação de crédito.

A ferramenta é bem interessante, mas só serve como uma tomada inicial da taxa dos bancos, pois este é o tipo de mercado onde entram outros fatores, como o relacionamento prévio do adquirente junto ao banco, que pode ter seu rating (sua classificação) melhorada em função deste relacionamento, além disso um CPF sem histórico ruim também pode melhorar este crédito, caso o cliente não tenha histórico de relacionamento com o banco.  Para imóveis novos, o relacionamento do incorporador junto ao banco também conta, pois se for o mesmo o banco que o incorporador financiou a obra (plano empresário), as taxas podem ficar mais atrativas.

Numa simulação para adquirir um imóvel de R$ 600.000 sendo que R$ 300.000 seriam financiados, os dois bancos que ficaram melhor classificados para meu perfil foram o Itaú e o HSBC. Conforme demonstrado abaixo:


Campos para simulação

Primeiros resultado da simulação

No caso do Itaú o simulador do site bateu com o simulador do próprio banco Itaú, conforme abaixo:


Simulação no Itaú

No caso do HSBC houve uma divergência, pois ele usou a taxa para imóveis até R$ 500.000, já o simulador o HSBC não permite o uso deste taxa, já que o imóvel simulado é de R$ 600.000.
Simulador do HSBC não permite esta taxa para imóveis acima de R$ 500.000

Simulação no HSBC


No caso do Itaú eu já fiz uma outra simulação com o próprio banco, levando em conta relacionamento bancário e a taxa ficou melhor do que esta taxa de prateleira. Conclusão, a ferramenta é bem útil, mas serve apenas para a tomada de preços inicial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Share
ShareSidebar